Amazonas boat tour

Informações adicionais

A  CL Turismo na Amazônia te leva à um passeio fluvial ecológico com duração de um dia para conhecer as principais atrações naturais do Amazonas em torno de Manaus. Descubra a Amazônia e suas riquezas, conheça a fauna e a flora da maior floresta tropical do mundo e a cultura do seu povo guardião. Conheça o fenômeno de dois rios que correm lado a lado sem se misturar, conheça o estilo de vida pacata e tranquila dos moradores de uma comunidade flutuante, interaja e nade com o boto-cor-de-rosa, simule a pesca do pirarucu, veja a maior planta aquática da do mundo na , observe as árvores, pássaros e macacos de uma reserva ecológica, desfrute o melhor da gastronomia amazonense em restaurante flutuante e veja a maior ponte estaiada em águas fluviais do Brasil.

   

 Locais visitados:    Aldeia Indígena - Plataforma de interação com o boto - Ponte Jornalista Phelippe Daou - Encontro das Águas - Comunidade Flutuante Lago do Catalão - Plataforma de pesca do pirarucu - Parque Ecológico Lago do Janauari - Lago da Vitória Régia - Restaurante Flutuante    

Incluso no passeio:    Guia de turismo credenciado bilíngue Transfer Hotel – Porto / Porto – Largo / Largo – Hotel - Lancha a jato ou lancha rápida com colete salva-vidas - Buffet regional self-service em restaurante flutuante.                                        


Recomendações: Para a sua comodidade, conforto e para um maior aproveitamento deste passeio, nós recomendamos que você use peças de roupas leves e de cores, utilize repelente e protetor solar. Traga roupa para banho e nado com os botos. Não esqueça de um chapéu ou óculos e lembre-se que nós faremos a cobertura fotográfica completa deste passeio, portanto esteja no auge :D 


Observações: O passeio ecológico Amazonas Boat Tour é realizado diariamente e em alguns dias da semana a ordem das visitações pode ser alterada, iniciando pelo Encontro das Águas e finalizando com a visitação à plataforma do boto-cor-de-rosa e vice-versa. Dependendo do nível do Rio , em alguns meses não é possível visitar a trilha da Vitória Régia quando as águas estão muito abaixo do nível médio para navegação da lancha, geralmente é em setembro, outubro e novembro. 


A CL Turismo na Amazônia te leva para conhecer as belezas naturais do Amazonas através de um passeio fluvial em lancha a jato. Saindo do Porto Público de Manaus, navegando o Rio Negro acima, passaremos pela Ponte Jornalista Phelippe Daou ou Ponte Sobre o Rio Negro, como é popularmente conhecida. É a maior ponte estaiada em águas fluviais do Brasil por conta dos seus 400 metros de sessão suspensa por cabos, no total a ponte possui 11 km de extensão que conecta a capital Manaus ao município de Iranduba fazendo parte da Rodovia Manoel Urbano AM-070. Trata-se de uma obra bilionária custeada pelo Governo do Estado do Amazonas e pelo BNDES, seu custo total foi de R$1,099 bilhão. Seu nome é em homenagem ao empresário e jornalista brasileiro Phelippe Daou, um dos fundadores da Rede Amazônica.   


Após navegar as águas do Rio Negro por uma hora vamos visitar a plataforma de interação com o boto-cor-de-rosa, animal típico da Amazônia conhecido em contos, lendas e histórias do folclore brasileiro, sendo que você terá a oportunidade de nadar com os mesmos sob o acompanhamento de um profissional capacitado e experiente, que vai contar curiosidades sobre este animal mamífero que vive nos rios de água doce da Amazônia e de outros 5 países da América do Sul e que é um parente bem próximo dos golfinhos.   


O etnoturismo também faz parte desse passeio, por isso navegaremos até uma área acessível apenas por barco, chegando nas margens do Rio, encontraremos uma aldeia indígena, que vive do sustento que o turismo oferece, localizada na reserva do Tupé, localizada nas margens do Rio Negro. Você vai conhecer a cultura, os costumes e o modo de vida dos índios, participando do ritual indígena de dança e música, com sons produzidos por instrumentos musicais fabricados com materiais extraídos da natureza.   É esperado que as belas paisagens te encantem tanto quanto te abrirá o apetite. E o nosso próximo destino é navegar até o restaurante flutuante Rainha da Selva para desfrutar da maravilhosa gastronomia amazonense, com opções variadas de peixes, carnes, saladas especiais e acompanhada das guarnições arroz, feijão, macarrão, farofa e farinha Uarini. As bebidas são por conta do visitante, exceto pela água que é servida a vontade. Após o almoço, faremos uma pausa de 30 minutos para relaxar e sentir a brisa da natureza, meditar ao som de pássaross cantando , respirando o ar mais puro e saudável do planeta.   


Após a meditação amazônica, a visita ao Parque Ecológico Lago do Janauari te reserva atrações incríveis. Esta reserva ecológica possui uma área de nove mil hectares de matas de terra firme, várzea e igapós (floresta inundada). Trata-se da oportunidade para conhecer e sentir o habitat natural de aves e macacos, andar em trilha suspensa, observar árvores e contemplar o lago da Vitória Régia, uma das maiores plantas aquáticas do mundo. Típica da Amazônia, é dotada de folhas circulares, enormes, que podem alcançar até 2,5 metros de diâmetro. Seus bordos alcançam até 10 cm e revelam uma face inferior espinhenta e avermelhada. Possui ainda uma notável capacidade de flutuação, devido a uma rede de grossas nervuras e compartimentos de ar em sua face interior. É também conhecida em lendas, contos e histórias do folclore brasileiro.           


Embarcamos e navegamos em direção a Comunidade Flutuante de Pescadores do Catalão para conhecer o estilo de vida ribeirinho, comprar artesanato na lojinha flutuante e visitar a plataforma de simulação da pesca do peixe pirarucu, que é um dos maiores peixes de águas doces fluviais e lacustres do Brasil. Pode atingir três metros e seu peso pode ir até 200 kg. É um peixe que é encontrado geralmente na bacia Amazônica, mais especificamente nas áreas de várzea, onde as águas são mais calmas. A pesca é opcional, a taxa para simular é de R$5,00 por pessoa.   


A nossa última parada, mas não menos importante, é para conhecer o famoso Encontro das Águas, a 15 km de Manaus, onde o Rio Negro e o Rio Solimões correm lado a lado sem se misturar. Este fenômeno ocorre devido a diversos fatores que variam desde questões geológicas, climáticas, termais ou até mesmo o tamanho ou a acidez dos rios. É possível tirar fotos, fazer vídeos e mergulhar!   Retornamos a Manaus e após um dia inteiro de encontro com a natureza, é indispensável concluir o roteiro com uma programação cultural. Te convidamos para tomar o tacacá no Largo São Sebastião, em torno do majestoso Teatro Amazonas. O ponto certo para experimentar essa iguaria amazonense é o Tacacá da Gisela, um dos melhores de Manaus.

image9